28 outubro, 2008

TIKO LEE

Do poeta Leônidas de Sou­za, o Tiko Lee, para o Grêmio Osasco:

Eu vou cantar o GEO.
A minha alegria é complea.
O caculinha de Osasco
é o maior time do planeta.

A alegria das alegrias,
na bola assim eu sou.
Futebol, beleza e força
e o grito de gol faz
com que para o GEO eu torça

Sou igual a ti, GEO.
De ti tentam arrancar as vitórias,
o brilho resplandescente
da conquista;
de mim arrancam versos.

E eu os declamo assim:
GEO! GEO!

As alegrias que
deveras sente, GEO,
sinto-as também.
Alegria de quem
cobiça as vitórias.
O seu valor é incalculável,
de alegrias inefáveis e
vitórias incontáveis.

E a bandeira verde,
vermelha e branca, GEO,
que te cobre,
a cada dia te deixa mais nobre.
O futebol é feito de mil cores,
mas só essas três cores
são os meus amores,

Por sustentar as vitórias,
o teu passado, presente e futuro
sempre serão de mil glórias.

Eu vou cantar Grêmio Osasco
no minério deste verso.
O caçulinha do planeta bola
é o maior time do universo.

2 comentários:

Jornalista José Luiz Ribeiro Júnior 30/05/1978 disse...

parabéns cara pelo poema sou do Jornal Regional Oeste, gostaria de manter contato contigo sobre entrevistas e fotos do Geotem como me ajudar amigo 96198247


ou jornalistajoseluiz@yahoo.com.br

Parada dos Esportes disse...

Legal Tiko! Isso dá até um hino. Sou colecionador de hinos do futebol barsileiro e disso eu entendo um pouco.
Celso Gomes
São José dos Campos-SP